segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

NEWS/ ATUALIDADES.(02-12-2016)

Isto é o que você deve comer de acordo com seu tipo de sangue!

A dieta do tipo sanguíneo serve como orientação na hora de escolher quais os alimentos que devemos consumir. Ela surgiu há 20 anos, quando o dr. Peter J. d’Adamo publicou nos Estados Unidos o livro "Eat Right For Your Type" (Alimente-se Corretamente de Acordo com Seu Tipo de Sangue).A dieta segue esta premissa: cada tipo de sangue deve seguir uma dieta específica.Assim, para cada grupo sanguíneo, os alimentos são classificados como: benéficos: alimentos que previnem e tratam doenças; neutros: alimentos que não previnem doenças, mas não prejudicam a pessoa; nocivos: alimentos que podem agravar ou causar danos à pessoa. Já surgiram muitas críticas para a dieta criada por Peter J. d’Adamo. Muitos dizem que ela é uma "farsa". Mas quem está com a razão? Os críticos ou o autor da dieta? Você mesmo(a) pode tirar sua conclusão e não ser "maria vai com as outras". Se quiser experimentar a dieta para avaliar os resultados, saiba o que pode e o que não pode consumir cada tipo de sangue:
SANGUE DO TIPO O
- As pessoas com sangue do tipo O são carnívoras, têm o aparelho intestinal forte e necessitam comer proteínas animais diariamente. Caso contrário, podem desenvolver doenças gástricas, como úlcera e gastrite, devido à alta produção de suco gástrico. Alimentos benéficos Carnes: bovina, carneiro, vitela, cordeiro. Peixes: bacalhau, badejo, sardinha, linguado, salmão. Laticínios: queijo de leite de cabra, queijo de soja. Frutas: ameixa, nozes, figo, semente de abóbora. Verduras: abóbora, brócolis, espinafre, alface romana, acelga, salsa. Cereais: apenas o trigo germinado Outros: azeite de oliva. Alimentos neutros Carnes: frango e peru. Peixes: atum, camarão, lagosta. Frutas: noz-pecã, castanhas, avelã, pinha. Verduras: abobrinha, agrião, inhame Cereais: farelo de arroz, farinha de trigo integral. Alimentos nocivos Carnes: carne de porco e derivados, como presunto e bacon. Laticínios: queijos, creme de leite, iogurte, leite (integral ou magro), sorvete. Peixes: caviar, salmão defumado, polvo. Frutas: laranja, morango, coco, amora, amendoim, castanha-do-pará, pistache, castanha de caju, abacate. Verduras: berinjela, batata-inglesa, champignon, milho, repolho. Cereais: aveia, trigo, cuscuz e pão branco. Outros: óleo de milho, óleo de amendoim. - SANGUE DO TIPO A As pessoas com sangue do tipo A são vegetarianas com aparelho intestinal sensível e têm dificuldade para digerir proteínas de origem animal, pois sua produção de suco gástrico é mais limitada. Alimentos benéficos Carnes: evitar carnes vermelhas.
Peixes: bacalhau, salmão vermelho, salmão, sardinha, truta.
Laticínios: queijo de soja. Frutas: abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, amora, damasco. Verduras: abóbora-moranga, alface romana, acelga, brócolis, cenoura, alcachofra, cebola. Cereais: farinhas de centeio, arroz, soja e aveia, pão de farinha de soja. Outros: alho, molho de soja, missô, melado de cana, gengibre, chá verde, café normal, vinho tinto. Alimentos neutros Carnes: frango e peru Peixes: atum, pescada. Laticínios: iogurte, muçarela, ricota, iogurte com frutas, coalhada, queijo-minas. Frutas: melão, passas, pera, maçã, morango, uva, pêssego, goiaba, kiwi. Verduras: agrião, chicória, milho, beterraba. Cereais: fubá de milho, flocos de milho, cevada.
Outros: açúcar branco, chocolate, alecrim, mostarda (seca), noz-moscada, manjericão, açúcar mascavo, orégano, canela, hortelã, salsa, sálvia.
Alimentos nocivos Carnes: bovina, carneiro, cordeiro, pato, porco e derivados, vitela. Peixes: mexilhões, lagostim, salmão defumado, caviar, ostra, lagosta, camarão, caranguejo. Laticínios: creme de leite, sorvete, leite magro e integral, manteiga, requeijão. Frutas: caqui, carambola, coco. Verduras: repolho, tomate, inhame, batata, berinjela, batata-doce. Cereais: creme e germe de trigo, farinha de trigo integral, pão preto, pão integral, farinha branca, granola. Outros: alcaparra, gelatina pura, pimenta em grão, vinagre, cerveja, licor, chá preto, refrigerante. SANGUE DO TIPO B As pessoas com sangue tipo B toleram uma dieta mais variada. Esse é o tipo de sangue que tolera bem laticínios em geral. Alimentos benéficos Carnes: carneiro, cordeiro, coelho Peixes: bacalhau, salmão, linguado, badejo, caviar, sardinha. Laticínios: iogurte, muçarela, coalhada, leite, queijo, ovos, ricota. Frutas: abacaxi, banana, mamão, uva, ameixa fresca. Verduras: batata-doce, cenoura, berinjela, inhame, beterraba, brócolis, couve, repolho. Cereais: arroz integral, aveia integral. Outros: gengibre, salsa, açafrão, hortelã, pimenta, ginseng, gengibre, sálvia. Alimentos neutros Carnes: carne bovina, peru, vitela.Peixes: arenque, truta, atum, lula. Laticínios: leite de soja, queijo parmesão, queijo de soja, manteiga, requeijão, leite integral. Frutas: morango, laranja, kiwi, passas, pera. Verduras: abóbora, agrião, alface, acelga, aipo, cogumelo, espinafre. Cereais: granola. Outros: café, vinho branco, cerveja, chá preto, chá de amora, hortelã, camomila. Alimentos nocivos Carnes: frango, pato, porco, presunto Peixes: lagosta, camarão, anchova, caranguejo, polvo, ostra, polvo, mexilhão. Laticínios: queijo fundido e roquefort, sorvete com leite.
 Frutas: caqui, carambola, coco.
Verduras: alcachofra, azeitona, tomate, broto de feijão, milho verde. Cereais: farinha de trigo, milho, centeio. Outros: canela, maisena, pimenta branca, pimenta-do-reino, gelatina pura, refrigerante, bebidas destiladas. SANGUE DO TIPO AB - As pessoas com sangue do tipo AB necessitam de uma dieta equilibrada contendo um pouco de tudo. Alimentos benéficos Carnes: carneiro, coelho, cordeiro e peru. Peixes: atum, bacalhau, cavala, sardinha, garoupa, truta. Laticínios: coalhada, iogurte, muçarela, ricota, queijo cottage. Frutas: abacaxi, ameixa, cereja, figo, limão, kiwi, uva, framboesa. Verduras: aipo, alho, beterraba, berinjela, brócolis, couve-flor, pepino. Cereais: arroz, farinha de centeio, farinha de trigo, aveia. Outros: curry, alho, missô, gengibre, camomila. Alimentos neutros Carnes: faisão, fígado. Peixes: arenque, linguado, carpa. Laticínios: leite e queijo de soja, leite desnatado, requeijão.Frutas: ameixa seca, pera, passas, mamão, maçã, pêssego. Verduras: broto de bambu, cebolinha, escarola, agrião, vagem. Cereais: cevada, germe de trigo, granola Outros: açafrão, mel, açúcar, melaço, chocolate, vinho. Alimentos nocivos Carnes: bovina, frango, porco, presunto e vitela Peixes: anchova, camarão, caranguejo, lagosta, linguado, ostra, mexilhão, siri. Laticínios: leite integral, creme de leite, queijo parmesão, brie, provolone, roquefort, manteiga. Frutas: banana, caqui, goiaba, laranja, manga. Verduras: alcachofra, milho verde, nabo, pimentão, rabanete. Cereais: farinha de cevada, de milho, trigo-sarraceno, cereais matinais, amido de milho. Outros: alcaparra, tapioca, vinagre, mel de milho, anis, maisena, malte de cevada, pimenta-do-reino e pimenta vermelha.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

maconha pode adiantar o aparecimento da esquizofrenia!

Fumar maconha pode adiantar em quase três anos o aparecimento de esquizofrenia e de outros quadros psicóticos. A conclusão é de uma revisão de 83 estudos científicos já publicados sobre a relação entre o consumo dessa erva e o transtorno.  Os resultados, divulgados no periódico médico “Archives of General Psychiatry”, dão mais munição a pesquisadores que se opõem à liberação da substância ilícita. No total, os pesquisadores das universidades de New South Wales, Austrália, e Emory, EUA, avaliaram dados de mais de 22 mil portadores de distúrbios psicóticos _sendo 8.167 deles usuários de maconha. A doença aparecia em média 2,7 anos (cerca de 32 meses) antes entre quem consumia a erva do que nos membros do grupo-controle. “Acredito que essa relação seja de causa e consequência, e a maconha tem um papel importante [no aparecimento precoce do transtorno] em certas pessoas”, disse à Folha o psiquiatra australiano Matthew Large, um dos autores do estudo. Uma hipótese é que pessoas com predisposição genética para esquizofrenia são mais suscetíveis à influência da maconha. Nelas, os quadros psicóticos poderiam ser desencadeados pela alteração na concentração de neurotransmissores como dopamina e serotonina, causada pela droga, o que desregularia o funcionamento cerebral. “Pessoas com histórico familiar de esquizofrenia devem ser instruídas a jamais usar essa droga. Não dá pra arriscar”, diz Hélio Elkis, coordenador do Projeto Esquizofrenia do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo o psiquiatra, quanto mais cedo aparece a doença, pior o prognóstico. “Se surge na adolescência, o cérebro não teve tempo de se desenvolver completamente.” Isso piora o deficit cognitivo, próprio do transtorno. GUILHERME GENESTRETI Folha de São Paulo
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O que acontece quando SE coloca um cubo de gelo na parte detrás da cabeça!

A medicina tradicional chinesa conseguiu descobrir um ponto incrivel do nosso corpo que quando é estimulado promove um bem estar geral inacreditável. Este ponto chamado de Feng Fu, é um ponto de pressão que se situa atrás da cabeça, na nuca (na base do crânio) na parte superior do pescoço. Indo pela lógica da medicina tradicional chinesa o Método do Ponto Feng Fu não trata os problemas do organismo. Na verdade, este método, faz com que o corpo volte ao seu equilíbrio fisiológico natural – fornecendo um forte impulso de vida rejuvenescendo todo o corpo, basicamente sentes-te como nunca te sentiste antes. Técnica da aplicação de um cubo de gelo no ponto Feng Fu:  Escolha uma posição confortável de barriga para baixo. Aplique um cubo de gelo, uma ou duas vezes por dia, durante 20 minutos. Se lhe for mais conveniente, pode usar um pano ou um saquinho de plástico para envolver o cubo de gelo. Ao fim de 30 segundos começará a sentir um leve calor neste ponto. Nos primeiros dias há a possibilidade de uma leve sensação de euforia devido à libertação de endorfinas. Alterações que poderá sentir ao aplicar este método:  Diminuição de dores de cabeça, dores de dentes e de articulações; Ajuda a regular problemas de tensão arterial (hipotensão e hipertensão);  Melhoras no sistema digestivo; Melhoras do seu sono e humor; Alívio de infecções gastro-intestinais e doenças sexualmente transmissíveis; Alívio de perturbações neurológicas e distúrbios psico-emocionais: fadiga crónica, stress, depressões, insónias, etc; Inibição de alterações degenerativas da coluna vertebral; Melhoras de problemas respiratórios; Ajuda a inibir problemas ligados ao sistema cardiovascular; Eliminação de constipações frequentes; Estabilização de distúrbios provocados pela tiróide; Alívio de ataques de asma; Redução da celulite; Melhoras de problemas do tracto gastro-intestinal,; Melhoras de desordens ligadas à obesidade e à má-nutrição; Alivio de desordens ligadas à frigidez, impotência e infertilidade; Melhoras de problemas menstruais.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

É POR ISSO QUE VOCÊ PRECISA DORMIR VIRADO PARA SEU LADO ESQUERDO !

Quando eu vou para a cama, costumo dormir do meu lado direito. Não há nenhuma razão específica para isso. Acontece que, eu poderia realmente fazer algo bom para mim dormindo do lado oposto. Você pode dormir de várias maneiras e cada uma delas impacta sua saúde. Dormir de barriga para baixo não é bom, se você tem problemas respiratórios. Dormir do lado direito agrava distúrbios digestivos. Então, como devemos dormir? Quando você dorme em seu lado esquerdo, está provavelmente melhorando drasticamente a sua saúde e talvez até mesmo salvando sua vida. A medicina holística chama o lado esquerdo de lado linfático dominante e, quando você dorme nesse lado, seu corpo filtra as toxinas de forma mais eficaz através dos gânglios linfáticos. Dormir do lado direito pode reverter isso, o que aumenta a chance de doenças mortais. Dormir do lado esquerdo faz o seu sistema de eliminação mais forte. E também pode aliviar a azia! Se você tem problemas para dormir no lado esquerdo, considere dormir de costas para uma parede. Um pequeno travesseiro entre você e a parede pode torná-lo mais confortável. Pode levar algum tempo para se acostumar com isso. Você também pode manter uma luz fraca no seu lado direito, fazendo com que seu corpo, naturalmente, queira se afastar dele.

NEWS/ ATUALIDADES.(25-11-2016)

Tudo sobre seguro DPVAT!!!

O que é o seguro DPVAT? O DPVAT é um seguro obrigatório criado para indenizar vítimas de acidentes de trânsito causados por veículos automotores (ou seja, que têm motor próprio) que circulam por terra ou asfalto. Por essa definição, não se enquadram bicicletas, barcos ou aeronaves. Da sigla para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, o DPVAT é estabelecido pela Lei 6.194/74, de 1974. Por ter caráter social, não há apuração de quem é o culpado pelo acidente, podendo qualquer uma das vítimas (motorista, passageiro ou pedestre) requerer a indenização. Quem deve pagar o DPVAT?
O seguro DPVAT deve ser pago todos os anos por todos os proprietários de veículos de via terrestre, sem exceção, como carros, motocicletas, ciclomotores, ônibus, micro-ônibus, vans e caminhões. Quando devo pagar o DPVAT? O DPVAT deve ser pago juntamente com o IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores) no início do ano. A data de vencimento varia de acordo com cada Estado, mas, em geral, é entre janeiro e março. É possível consultar a data de pagamento de seu veículo no site do Seguro DPVAT. Qual é a vigência do DPVAT? O seguro tem vigência de 1º de janeiro a 31 de dezembro de cada ano. Como posso pagar o DPVAT? Os automóveis precisam pagar o DPVAT sempre à vista, o que deve ser feito no vencimento da cota única ou com a primeira parcela do IPVA. Se o veículo for isento de IPVA, o vencimento do DPVAT acontece junto com o emplacamento ou com o licenciamento anual. Para motocicletas, ônibus, micro-ônibus e vans, que costumam pagar mais pelo seguro, o DPVAT pode ser parcelado em três prestações com valor fixo que devem ser pagas consecutivamente no vencimento das três primeiras prestações do IPVA. Quanto custa o DPVAT? Em 2016, o valor do seguro é de R$ 105,65 para automóveis, camionetas, táxis, carros de aluguel e de aprendizagem. Motocicletas pagam R$ 292,01 (ou 3x de 99,17), ciclomotores pagam R$ 134,66, micro-ônibus para até 10 passageiros pagam R$ 247,42 (ou 3x de 84,30), ônibus e micro-ônibus pagam R$ 396,49 (ou 3x de 134,00) e caminhões e caminhonetas tipo "pick-up" de até 1.500 kg de carga pagam R$ 110,38. Reboques e semirreboques são isentos, já que o seguro deve ser pago pelo veículo tracionador. Qual é a cobertura o DPVAT? O seguro DPVAT garante a indenização de danos pessoais a todas as vítimas envolvidas em um acidente de trânsito, seja motorista, passageiro ou um pedestre. A indenização se aplica em caso de morte ou invalidez permanente total ou parcial e, sob forma de reembolso, de despesas comprovadas com atendimento médico-hospitalar. Não há cobertura para danos materiais, como roubo, colisão ou incêndio do veículo. Quais os valores de indenização do DPVAT? A indenização em caso de morte é de até R$ 13.500. Em caso de invalidez permanente, o valor máximo também é de R$ 13.500, com a indenização dependendo da área atingida, do tipo e da gravidade das lesões. Já o reembolso com despesas médico-hospitalares é de até R$ 2.700.  Quem pode requer indenização pelo DPVAT? Qualquer vítima de acidente envolvendo um veículo automotor em via terrestre em todo o território brasileiro pode requerer a indenização do DPVAT, mesmo que o motorista fuja do local e o veículo não seja identificado. Até mesmo o culpado pelo acidente pode requerer a indenização.  Posso pedir indenização se for atendido no SUS? Não, o reembolso de despesas não se aplica se a vítima não teve gastos, como no atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS) ou via plano de saúde. Só tem direito ao reembolso quem apresentar comprovante de gastos. Quem recebe a indenização? Em caso de invalidez permanente ou de reembolso de despesas médicas, o pagamento é efetuado diretamente à vítima. Já em caso de morte, a indenização é paga aos familiares ou herdeiros legais do acidentado. O valor é depositado em conta corrente ou em uma conta poupança indicada pelo solicitante. Caso ele não possua conta bancária, a seguradora providenciará uma poupança sem custos para que o pagamento seja efetuado. Em quanto tempo recebo a indenização? As indenizações são pagas até 30 dias após a entrega de toda a documentação. Qual é o prazo para pedir a indenização? O prazo para pedir indenização do seguro DPVAT segundo o Código Civil Brasileiro é de três anos a contar da data em que o acidente ocorreu. No caso de invalidez permanente, o prazo de três anos é contado a partir da data do laudo conclusivo do IML e, em caso de morte, contado a partir da data do óbito. Onde posso fazer o pedido de indenização? Existem mais de 8.000 postos de atendimento onde é possível entregar a documentação e entrar com o pedido de indenização. O atendimento é gratuito. Entre os pontos de atendimento há agências dos Correios, escritórios das seguradoras associadas e de corretores parceiros do consórcio que administra o DPVAT. A lista completa de endereços está disponível no site do Seguro DPVAT ou pelo telefone 0800 022 1204. Quais os documentos necessários para pedir a indenização? É necessário apresentar um Boletim de Ocorrência (BO) do acidente de trânsito, além de documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência. No caso de morte, é necessário apresentar o atestado de óbito e, em caso de invalidez permanente, o laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML) ou de um perito indicado pela seguradora. Nesse laudo irão constar as lesões e sua extensão. Já para receber o reembolso de despesas médico-hospitalares, é preciso entregar um comprovante dos gastos. A lista com todos os documentos necessários para cada caso pode ser consultada no site do DPVAT. O que acontece se eu não pagar o DPVAT? Se o proprietário do veículo não pagar o seguro DPVAT, ele não terá direito a indenização em caso de acidente – as demais vítimas envolvidas, contudo, têm direito normalmente. Além disso, o dono do veículo poderá ser acionado legalmente para arcar com os custos indenizatórios das outras vítimas. 10 coisas que você precisa saber sobre o DPVAT 1. O DPVAT é um seguro oferecido por um consórcio de 78 seguradoras administradas pela Seguradora Líder, uma empresa privada. 2. Estrangeiros também podem pedir indenização do DPVAT. O único requisito é que o acidente de trânsito tenha ocorrido em território brasileiro. 3. As indenizações são pagas individualmente para cada vítima e não há limite de vítimas a serem indenizadas em um acidente. 4. A indenização é paga independente de quantas vezes a mesma pessoa ou o mesmo veículo se envolveu em um acidente. Ou seja, é possível requerer outra indenização em sequencia se a vítima sofrer outro acidente pouco tempo depois. 5. Ao pagar o seguro DPVAT, 45% do valor é direcionado para o Sistema Único de Saúde (SUS) e 5% é direcionado para o Denatran, que deve investir esse dinheiro em campanhas de educação e conscientização no trânsito visando prevenir acidentes. Os outros 50% são destinados ao pagamento das indenizações e à administração das operações do DPVAT em todo o território nacional. 6. A categoria de ciclomotores – as populares “cinquentinhas” - passou a ser incluída na tabela do DPVAT em 2016 após entrar em vigor uma resolução do Contran que regulariza esses veículos. 7. Só dá direito à indenização casos de morte e invalidez permanente, ou seja, quando a funcionalidade do órgão ou do membro é afetada integralmente ou em parte. Por esse motivo, não são indenizadas lesões estéticas. 8. Comunicar falso acidente de trânsito para receber indenização do DPVAT é crime passível de prisão, podendo se enquadrar dependendo do caso nos crime de estelionato, falsidade ideológica e até formação de quadrilha.
9. O acidentado ou seu beneficiário pode determinar um procurador para fazer o pedido de indenização em seu nome. Contudo, isso não é necessário, podendo a própria vítima apresentar a documentação em um dos pontos de atendimento. Alguns agentes intermediários, como despachantes e advogados, cobram até 30% do valor recebido pela vítima. 10. Após apresentar toda a documentação, o acidentado recebe um número que identifica o pedido de indenização. Usando esse número, ele pode acompanhar o andamento do pedido pelo site ou pelo 0800 022 1204, recebendo informações sobre as etapas de análise.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Lei por dirigir sem o documento do veículo muda em novembro

Proprietário não será mais multado quando for possível verificar a situação do veículo via sistema informatizado. Além de alterar os limites de velocidade em estradas e rodovias e os valores da multas, a lei Nº 13.281 que entra em vigor a partir do dia 1 de novembro determina que rodar sem o documento do veículo não necessariamente renderá uma multa ao proprietário Segundo o artigo 133, o porte do documento do veículo, o Certificado de Licenciamento Anual, "será dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao devido sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado". Sendo assim, o proprietário acabaria sendo punido se, por qualquer razão, o sistema estiver fora do ar ou o fiscal que fizer a abordagem não conseguir acessá-lo. Procurado, o Ministério das Cidades não respondeu aos questionamentos sobre esse assunto até a publicação desta reportagem. Vale lembrar que isso não isenta a obrigatoriedade de portar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida. Dirigir sem estar com a CNH ou o documento do veículo é infração leve, sujeita a multa de R$ 53,20 e mais três pontos na habilitação, além de o veículo ficar retido no local até a apresentação dos mesmos. Contudo, dirigir sem possuir CNH ou com o documento suspenso é infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e sete pontos na CNH. Os valores citados acima serão reajustados a partir de 1 de novembro. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
É ASSIM !!!
Três famosos presidentes se encontram e trocam confidências. Diz o Putin: - Vejam meu drama: Tenho 15 ministros e um deles é capitalista. Mas eu não sei qual... Retruca Obama: - Isso não é nada. Eu tenho 20 ministros e um deles é contra a invasão do Iraque. Mas eu não sei qual...O terceiro, que já era ex, e que tinha a língua presa, se lamenta também: - Companheiros, triste é minha situação: eu tinha 30 ministros e um deles era competente. Mas eu não sabia qual..
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NOVA PESQUISA DIZ QUE BEBER VINHO ANTES DE DORMIR FAZ VOCÊ PERDER PESO.

O vinho não só têm o dobro do teor de álcool da maioria das cervejas, como também é repleto de antioxidantes, e pesquisadores encontraram evidências de que ele pode até mesmo ajudá-lo a perder peso, se você beber antes de deitar. Cientistas da Universidade do Estado de Washington e Harvard descobriram uma substância química no vinho, chamada resveratrol, que impede as células de gordura do corpo de adquirirem mais gordura. Eles descobriram que beber dois copos de vinho por dia pode ajudar a reduzir o risco de obesidade em cerca de 70 por cento. Parte da razão pela qual o vinho é recomendado à noite é que suas calorias ajudam a manter a sua sensação de saciedade, reduzindo os seus desejos de se alimentar tarde da noite. Outro estudo, da Universidade da Dinamarca, também revelou uma relação distinta entre cintura e consumo de vinho: as pessoas que bebem vinho todos os dias têm cinturas mais finas do que aquelas que não o fazem. E, se você precisa de mais alguma razão para comprar algumas garrafas de vinho, o estudo de Harvard sobre o ganho de peso descobriu que das 20.000 pessoas testadas, cada uma que ganhou uma quantidade significativa de peso não bebe álcool! Então, agora que você tem um pouco de apoio da ciência, não fique envergonhado por seu vício moderado pelo vinho; é algo a ser comemorado!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

NEWS/ ATUALIDADES.(18-11-2016)

TRUMP PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS!

O que a mídia não faz, no Brasil todo reporter televisivo, todo locutor de rádio se for candidato, é eleito. É hora de ficarmos felizes, pois na maior economia do planeta, ficou tudo igual, ...o sr. “Voce está despedido!”, Mr. Donald Trump, magnata dos hotéis, e dono do programa, “O aprendiz”, sucesso nos EUA, foi eleito presidente da maior potencia da terra. Alguns dizem que o homem é um xenófobo, outros que é louco mesmo, mas na minha interpretação, louco é quem rasga dinheiro, e come cocô, e o cara está longe de fazer qualquer uma desssas coisas. Acredito piamente que ele apenas interpretou um papel, e se saiu muito bem, pois mais da metade do eleitorado americano, acreditou e votou nele. Muita gente está com medo do homem, mas não se preocupem, qualquer coisa que ele quiser fazer, o Congresso americano terá que aprovar antes, e lá, as coisas são bem mais decididas que no nosso quintal. Ninguem brinca com coisa séria, e como já está eleito, veremos que sua conversa daqui para frente, deverá ser bem outra. Agora ele devera conquistar os votos dos congressistas, e fazer a maioria a seu favor para poder governar, e isto, já é outra história. -. O jogo começa agora, e a realidade também! – Trump Presidente, é aguardar para ver !!!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------11 sábias observações feitas por crianças.

As crianças estão apenas começando a explorar o mundo e o sentido das coisas, então é normal que pensem ’fora da caixa’. Às vezes, isso provoca situações divertidas que, durante anos, são relembradas pela família, sempre com um sorriso no rosto. Reunimos algumas observações feitas por crianças e que foram compartilhadas pelos pais na internet. 1 - Meu filho adormeceu no sofá e eu decidi levá-lo à cama. Peguei-o com cuidado em meus braços e, no meio do sono, ele disse: — Pode me deixar onde eu estava. Estava arrumando meu filho para um passeio. Ele calçava os sapatos, e eu decidi ajudá-lo para agilizar o processo: — Dá um pé. Meu filho levanta um e eu tenho a impressão de que não é o mesmo pé do sapato que eu tenho nas mãos. Digo a ele:  - O outro pé! Ele levanta o outro é. Me dou conta de que o pé correto é o que ele havia levantado primeiro. Digo novamente: — O outro pé! Meu filho, assustado, olha ao redor, encolhe os ombros e diz: — Eu não tenho outro pé!  2 -  Estamos numa consulta, examinando a audição do meu filho. O médico sussurra: — Chocolate. Sebastian (3 anos), responde sussurrando:  Não posso, tenho alergia...3 - João tem 3 anos. Seu pai está fumando na varanda. Joãozinho o espera na porta. Irritado, tem a testa franzida. O pai entra em casa: — O que foi, filho? — Papai, fumar faz mal? — Sim, meu filho, faz mal. — Papai, você fuma? — Sim, filho. — Papai, você é bobo? 4 - Estávamos brincando de teatro. Carol tinha uns 2 anos. A mãe (eu) fazia o papel de cabra, e Carol era a cabrita. De repente, o pai entra no quarto, sem saber do que estava acontecendo, e ouve sua filha dando-lhe uma ordem: — Ei, seu bode, traga um copo de suco para mim! – 5 - Papai, você ainda vai crescer? — Não, filho.— E por que você ainda come?  6 - Da varanda de casa, uma mãe observava seu filho brincando do lado de fora. De repente, ela grita: — Luís! Venha para casa! O menino levanta e cabeça e grita, em resposta: — Eu já estou com frio? — Não! Mas já está com fome!  7 - Meu filho tinha uns 6 anos. Ficou prestando atenção nas unhas da sua professora. — Professora, como as suas unhas são compridas...— Sim. Você gosta? — Muito! Elas devem ser ótimas na hora de subir em árvores. 8 - Minha filha tem 5 anos. Ela voltou triste do jardim de infância. Teve sua primeira aula de leitura, e não se saiu bem. — Como eu sou burra! — dizia a menina ao seu reflexo no espelho, quase chorando. De repente, ficou calma e começou a pensar... e com um tom de voz muito tranquilo, disse: — Mas sou linda... 9 - A melhor amiga de Carlos no jardim de infância é Célia. A amizade entre os dois começou logo que eles entraram na escolinha. Hoje pela manhã, tentei acordar o meu filho. Ele não reagia. Puxei o cobertor, fiz cócegas em seus pés. Em meio ao sono, Carlos murmurou com um sorriso: — Para, Celinha! 10 - Hoje, numa loja, eu recebia o troco e uma cédula caiu no chão. Disse ao meu filho: — Amor, por favor, apanhe. O homem que estava atrás de mim na fila apanhou o dinheiro e me deu, dizendo: — Não sou seu amor, mas...Meu filho ficou indignado, e perguntou: — Então por que você apanhou o dinheiro? 11 - Vamos caminhando, meu filho de nove anos e eu. Nos encontramos com uma conhecida: — Você já está grande, mas continua andando de mãos dadas com sua mãe. Eric, olhando-me nos olhos, diz em voz alta: — Mamãe, ela está com inveja de você porque os filhos dela já cresceram! - Não se preocupe, eu lhe darei um beijinho.

------------------------------------------------------------------------------------------

Rezem....SÓ FAZ BEM!!!
Tem coisas que acontecem na vida sem explicação... hoje, essa oração caiu como uma luva !!! Já deu certo, tenho certeza !!! Hoje é o dia de Maria Passa na Frente, para quem acredita no poder da oração.
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, nasceu Jesus! Santa Maria mãe de Jesus rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, Amém !!!  ( Faça seu pedido especial ). ... Amém !
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
PODE !!!
O chefe da repartição morreu. Dia do enterro, muitos colegas de trabalho no velório. O diretor comparece para o último adeus e fica junto ao caixão. Aí chega um sujeito e fala para o diretor: - Doutor, será que eu posso ocupar o lugar dele? O diretor olha para o sujeito, olha para o caixão do defunto e fala: - Acho que pode. Mas talvez você fique um pouco apertado aí dentro...
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

7 Erros na criação dos filhos que impedem seu sucesso


O especialista em liderança e autor de best sellers de psicologia Tim Elmore identificou, numa pesquisa, os erros mais comuns cometidos pelos pais de família que programam seus filhos para serem inseguros, limitando assim as oportunidades de que possam alcançar sucesso na sua vida pessoal e profissional. O Incrível.club recomenda aos pais, mães e a todos aqueles que algum dia queiram ter filhos, olhar com atenção a esses erros para que não cometam o mesmo com seus próprios filhos. 1. Não permitir que os filhos assumam riscos. É fato: vivemos num mundo cheio de perigos. O lema “a segurança antes de tudo“ reforça nosso medo de perder nossos filhos, e por isso os cercamos de cuidados em muitos aspectos. Psicólogos europeus descobriram que, se as crianças não brincam na rua, se nunca caírem e ralarem o joelho, é provável que na vida adulta sofram de fobias. As crianças precisam cair muitas vezes para entender que isso é normal. Os adolescentes precisam ter conflitos com seus colegas e viver o primeiro amor para alcançar estabilidade emocional, sem a qual é impossível manter relações pessoais de qualidade e de longa duração na vida adulta.  Eliminar o risco na vida da criança pode dar origem à arrogância, insolência e baixa autoestima na vida adulta. 2. Oferecer ajuda cedo demais. A geração de jovens de hoje não desenvolveu algumas habilidades que eram inerentes aos jovens de 30 anos atrás. Quando oferecemos ajuda aos nossos filhos cedo demais e os rodeamos de ”cuidado“ em excesso, eliminamos a possibilidade de que encontrem sozinhos uma saída para situações difíceis.  Cedo ou tarde as crianças se acostumam com alguém sempre as salvando. E assim, podem pensar: “Se faço alguma coisa errada ou não atinjo minha meta, os adultos resolverão e não haverá consequências”. Isso, ainda que no mundo real dos adultos as coisas aconteçam de uma forma completamente diferente.  Se isso acontece, seus filhos podem não estar preparados para a vida adulta. 3. Ficar entusiasmado cedo demais. O movimento para a melhora na autoestima começou na geração dos chamados Baby-Boomers, aqueles nascidos entre 1946 e 1964 e que, nos anos 80, já estavam na escola. A regra de ”Cada criança recebe o seu troféu“ faz com que a criança se sinta especial, mas as pesquisas de psicólogos modernos mostram que esse método de estímulo trouxe consequências não previstas. Após algum tempo a criança percebe que as únicas pessoas que pensam que ela é incrível são a mãe e o pai, mas não os outros, e começa a duvidar da objetividade dos pais. Claro que a criança gosta de receber elogios, mas entende que, no final das contas, eles não têm relação com a realidade. Com o tempo, uma criança assim aprende a dar um jeitinho, exagerar e mentir para evitar alguma verdade incômoda. Por isso não estará preparada para enfrentar as dificuldades na vida de maneira adequada. 4. Permitir que a sensação de culpa substitua o bom comportamento. Seu filho não precisa te amar o tempo todo. Durante a vida ele terá de superar muitas dificuldades, e ser mimado pode ser um problema; por isso, não é nenhum problema dizer ”não" ou “agora não” para que ele aprenda a lutar pelo que quer e pelo que precisa. Nas famílias com muitos filhos, com muita frequência os pais pensam que não é justo premiar apenas um filho, mas é impossível premiar todos. Além disso, ao fazê-lo perdemos a oportunidade de mostrar que as recompensas são fruto de esforço e boas atitudes. Pense duas vezes antes de premiar as crianças com presentes e passeios. Se a relação com seus filhos se baseia apenas em estímulos materiais, eles não vão sentir nenhuma motivação interna ou amor incondicional. 5. Não contar aos filhos os erros do nosso passado. Chegará o dia em que um adolescente normal vai querer “abrir suas asas“: cometer seus próprios erros, e o adulto deve permitir que ele o faça. Isso não significa deixar de orientar os filhos em situações e coisas que eles não conheçam. Conte aos seus filhos os erros que você cometeu quando tinha a idade deles, mas procure evitar os exageros relacionados a temas como tabaco, álcool e drogas. Mesmo que pareça mentira, isso faz com que a mensagem seja mais contundente que um sermão qualquer. Os filhos devem estar preparados para enfrentar situações desagradáveis e serem responsáveis pelos seus atos. Conte o que sentia quando você passou por situações parecidas, como você reagiu e o que aprendeu com isso.  6. Confundir inteligência com maturidade. Com muita frequência a inteligência é usada como medida de maturidade em uma criança. Como resultado, os pais supõem que seus filhos estão preparados para o mundo real. Na realidade, a coisa não é bem assim. Jogadores de futebol e jovens estrelas de Hollywood, por exemplo, possuem um grande talento, mas, ainda assim, às vezes são o centro de escândalos. Não pense que seu filho tem talento para tudo. Não existe a ”idade mágica da maturidade” ou um manual sobre quando é um bom momento para dar à criança liberdade para isso ou aquilo. Mas há uma boa regra: observe outras crianças da mesma idade. Se você perceber que eles são mais autônomos, significa que talvez você esteja dificultando o desenvolvimento da independência do seu filho. 7. Não aplicar o que se prega. Como pai ou mãe você deve levar um estilo de vida modelo: uma vida como a que você quer para seus filhos. Neste momento, você é o líder da família, um exemplo a seguir. Por isso, deve respeitar as normas de convivência e de comportamento. Tome cuidado com seus atos, inclusive os bem pequenos, porque os seus filhos estão te observando.  Se você não age de acordo com as normas, os seus filhos vão saber que não existe nenhum problema se eles fizerem o mesmo. Mostre aos seus filhos o que significa ser íntegro e faça com que eles entendam o que significa ajudar o próximo; ajude você mesmo o próximo. Deixe os lugares melhores do que estavam antes, seus filhos farão o mesmo; cumprimente ao chegar e se despeça ao sair e seus filhos vão te imitar. 

NEWS/ ATUALIDADES.(11-11-2016)

TAO – A SABEDORIA DO SILÊNCIO INTERNO!

Pense no que vai dizer antes de abrir a boca. Seja breve e preciso, já que cada vez que deixa sair uma palavra, deixa sair uma parte do seu Chi (energia). Assim, aprenderá a desenvolver a arte de falar sem perder energia. Nunca faça promessas que não possa cumprir. Não se queixe, nem utilize palavras que projetem imagens negativas, porque se reproduzirá ao seu redor tudo o que tenha fabricado com as suas palavras carregadas de Chi. Se não tem nada de bom, verdadeiro e útil a dizer, é melhor não dizer nada. Aprenda a ser como um espelho: observe e reflita a energia. O Universo é o melhor exemplo de um espelho que a natureza nos deu, porque aceita, sem condições, os nossos pensamentos, emoções, palavras e ações, e envia-nos o reflexo da nossa própria energia através das diferentes circunstâncias que se apresentam nas nossas vidas. Se se identifica com o êxito, terá êxito. Se se identifica com o fracasso, terá fracasso. Assim, podemos observar que as circunstâncias que vivemos são simplesmente manifestações externas do conteúdo da nossa conversa interna. Aprenda a ser como o universo, escutando e refletindo a energia sem emoções densas e sem preconceitos. Porque, sendo como um espelho, com o poder mental tranquilo e em silêncio, sem lhe dar oportunidade de se impor com as suas opiniões pessoais, e evitando reações emocionais excessivas, tem oportunidade de uma comunicação sincera e fluída.Não se dê demasiada importância, e seja humilde, pois quanto mais se mostra superior, inteligente e prepotente, mais se torna prisioneiro da sua própria imagem e vive num mundo de tensão e ilusões. Seja discreto, preserve a sua vida íntima. Desta forma libertar-se-á da opinião dos outros e terá uma vida tranquila e benevolente invisível, misteriosa, indefinível, insondável como o TAO. Não entre em competição com os demais, a terra que nos nutre dá-nos o necessário. Ajude o próximo a perceber as suas próprias virtudes e qualidades, a brilhar. O espírito competitivo faz com que o ego cresça e, inevitavelmente, crie conflitos. Tenha confiança em si mesmo. Preserve a sua paz interior, evitando entrar na provação e nas trapaças dos outros. Não se comprometa facilmente, agindo de maneira precipitada, sem ter consciência profunda da situação. Tenha um momento de silêncio interno para considerar tudo que se apresenta e só então tome uma decisão. Assim desenvolverá a confiança em si mesmo e a Sabedoria. Se realmente há algo que não sabe, ou para que não tenha resposta, aceite o fato. Não saber é muito incómodo para o ego, porque ele gosta de saber tudo, ter sempre razão e dar a sua opinião muito pessoal. Mas, na realidade, o ego nada sabe, simplesmente faz acreditar que sabe. Evite julgar ou criticar. O TAO é imparcial nos seus juízos: não critica ninguém, tem uma compaixão infinita e não conhece a dualidade. Cada vez que julga alguém, a única coisa que faz é expressar a sua opinião pessoal, e isso é uma perda de energia, é puro ruído. Julgar é uma maneira de esconder as nossas próprias fraquezas. O Sábio tolera tudo sem dizer uma palavra. Tudo o que o incomoda nos outros é uma projeção do que não venceu em si mesmo. Deixe que cada um resolva os seus problemas e concentre a sua energia na sua própria vida. Ocupe-se de si mesmo, não se defenda. Quando tenta defender-se, está a dar demasiada importância às palavras dos outros, a dar mais força à agressão deles. Se aceita não se defender, mostra que as opiniões dos demais não o afetam, que são simplesmente opiniões, e que não necessita de os convencer para ser feliz. O seu silêncio interno torna-o impassível. Faça uso regular do silêncio para educar o seu ego, que tem o mau costume de falar o tempo todo. Pratique a arte de não falar. Tome algumas horas para se abster de falar. Este é um exercício excelente para conhecer e aprender o universo do TAO ilimitado, em vez de tentar explicar o que é o TAO. Progressivamente desenvolverá a arte de falar sem falar, e a sua verdadeira natureza interna substituirá a sua personalidade artificial, deixando aparecer a luz do seu coração e o poder da sabedoria do silêncio. Graças a essa força, atrairá para si tudo o que necessita para a sua própria realização e completa libertação. Porém, tem que ter cuidado para que o ego não se infiltre… O Poder permanece quando o ego se mantém tranquilo e em silêncio. Se o ego se impõe e abusa desse Poder, este converter-se-á num veneno, que o envenenará rapidamente. Fique em silêncio, cultive o seu próprio poder interno. Respeite a vida de tudo o que existe no mundo. Não force, manipule ou controle o próximo. Converta-se no seu próprio Mestre e deixe os demais serem o que têm a capacidade de ser. Por outras palavras, viva seguindo a via sagrada do TAO.
 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Top 41 Artigos do Novo CPC que todos precisam saber

Todo dia é Dia de aprender, vamos aprender os top 41 artigos do Novo CPC, que todos precisam saber! 1. Art. 10 (vedação à decisão surpresa) 2. Art. 63 (modificação da competência territorial e eleição de foro) 3. Art. 85 (honorários advocatícios)  4. Art. 98 (gratuidade da justiça)  5. Art. 190 (negociação processual) 6 a 22. Arts. 294 a 311 (tutelas provisórias) (18 artigos)  23. Art. 332 (improcedência liminar do pedido) 4. Art. 334 (audiência de conciliação ou de mediação)  25. Art. 335 (prazo para contestação)  26. Art. 373 (ônus da prova)  27. Art. 489 (elementos essenciais da sentença)  28 a 30. Arts. 509 a 511 (liquidação de sentença)  31. Art. 513 (cumprimento de sentença)  32. Art. 515 (títulos executivos judiciais)  33. Art. 520 (cumprimento provisório da sentença)  34. Art. 917 (embargos à execução)  35. Art. 921 (suspensão da execução)  36. Art. 932 (poderes do relator)  37. Art. 947 (assunção de competência)  38. Art. 976 (IRDR - incidente de resolução de demandas repetitivas)  39. Art. 1.007 (preparo)  40. Art. 1.015 (rol do agravo de instrumento)  41. Art. 1.036 (julgamentos repetitivos)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Texto colocado na porta do Consultório de um Médico Homeopata:
A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma.  O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver. E as dores caladas? Como falam em nosso corpo? A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção. O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos. Existem semáforos chamados Amigos. Luzes de precaução chamadas Família. Ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão. Um potente motor chamado Amor. Um bom seguro chamado FÉ. Abundante combustível chamado Paciência. Mas há um maravilhoso Condutor e solucionador chamado DEUS!!!!
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VERDADE !!!
O homem que reconhece o erro estando errado é um sábio; o homem que reconhece o erro estando certo, é casado!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Multas ficarão mais caras a partir de novembro!


Usar o celular enquanto dirige ou estacionar em vagas de deficientes e idosos passam a ser infração gravíssima. - As multas de trânsito vão ficar mais caras a partir de novembro deste ano, quando entrará em vigor a lei Nº 13.281, de 4 de maio de 2016, sancionada na semana passada pela presidente Dilma Rouseff e já publicada no Diário Oficial da União. Com os novos valores, as infrações leves passarão a cobrar R$ 88,38 frente aos R$ 53,20 válidos atualmente. Já as multas gravíssimas, as mais caras, passarão de R$ 191,54 para R$ 293,47. O último reajuste geral aconteceu em 2002 e, desde então, foram feitas apenas alterações em algumas infrações específicas consideradas mais perigosas. Vale destacar que certas infrações gravíssimas têm incidência do fator multiplicador por dois, três, cinco ou até por dez, elevando assim os valores para até R$ 2.934,70. É o caso, por exemplo, de se recusar a fazer o teste do bafômetro, incluído agora na legislação brasileira. Recusar-se a fazer "teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa" vira infração gravíssima com o valor da multa multiplicado por dez, mais suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo. E se houver reincidência no prazo de 12 meses a multa dobra, indo a R$ 5.869,40. Usar celular virou infração gravíssima . Antes não havia no Código de Trânsito Brasileiro um artigo específico que tratasse do uso do aparelho celular enquanto a pessoa estivesse dirigindo. O que a lei exigia era que o condutor estivesse com as duas mãos no volante, exceto ao manejar equipamentos do veículo como o rádio ou para trocar de marcha. Dessa forma, dirigir enquanto segura o aparelho celular era considerada infração média. Com a nova lei, contudo, o artigo 252 passa a descrever como infração gravíssima "no caso de o condutor estar segurando ou manuseando telefone celular". O "manuseando" está aí para incluir quem manda mensagens ou olha a sua timeline em redes sociais, permitindo assim punir não só quem fala ao telefone enquanto dirige. Estacionar em vagas de deficientes e idosos também é gravíssima Desde janeiro deste ano, estacionar em uma vaga reservada a deficientes ou idosos sem a devida credencial já tinha passado de infação leve para grave. E a partir de novembro será gravíssima com aplicação de multa e ainda remoção do veículo. Bloquear o trânsito ganha multa específica De olho nos constantes protetos que vêm ocorrendo por todo o Brasil, passa a ser descrito um artigo específico sobre "usar qualquer veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação na via sem autorização do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre ela". Nesses casos, a multa é gravíssima com fator multiplicador de vinte vezes, o que eleva o valor para R$ 5.869,40, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses e da remoção do veículo. Achou caro? Pois saiba que a multa é agravada em 60 vezes aos organizadores da ação e ela é dobrada se houver reincidência no período de 12 meses. A maior parte das alterações passa a valer 180 dias após a publicação oficial, sendo assim, no dia 1 de novembro. A exceção é exatamente este artigo referente a usar o veículo para interromper a circulação em uma via, que está em vigor desde a data de sua publicação em 4 de maio de 2016. Novos limites de velocidade em estradas e rodovias O texto inclui ainda mudanças nos limites de velocidade em rodovias e estradas, que passa a ser de 110 km/h para automóveis e de 90 km/h para os demais veículos em rodovias de pista dupla. Já nas rodovias de pista simples o limite passa a ser de 100 km/h para automóveis e de 90 km/h para os demais veículos. Nas estradas, a velocidade máxima será de 60 km/h. Veja abaixo os valores das multas a partir de novembro: Infração leve: R$ 88,38 (era R$ 53,20); Infração média: R$ 130,16 (era R$ 85,13) ; Infração grave: R$ 195,23 (era R$ 127,69); Infração gravíssima: R$ 293,47 (era R$ 191,54)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

NEWS/ ATUALIDADES.(28-10-2016)

FOSSA BIODIGESTORA – Consulte a EMBRAPA.

O médico-veterinário e gênio brasileiro Antonio Pereira de Novaes é um ilustre desconhecido da população.
Novaes é o inventor da Fossa Séptica Biodigestora e do Clorador Embrapa, duas invenções de grande importância social e ambiental e, por isso, ganhou o prêmio Banco do Brasil de Tecnologia Social em 2003.
A genialidade de Novaes e sua importância para o país sem dúvida está na Fossa Séptica Biodigestora, inspirado em biodigestores de países asiáticos. Veja só: é uma tecnologia de baixo custo de instalação, fácil manutenção, promove o saneamento do excremento humano e, parece mentira, produz um ótimo adubo líquido. O ciclo completo. Um exemplo acontece na Fazendinha Belo Horizonte, no Município de Jaboticabal (SP), onde o adubo orgânico gerado pela Fossa Séptica Biodigestora é utilizado para irrigar os 6.500 pés de noz macadâmia. O pomar produz anualmente cerca de 70 toneladas de macadâmia em casca, que são destinadas ao mercado brasileiro. Um recente levantamento, coordenado pelo engenheiro civil da Embrapa Instrumentação, Carlos Renato Marmo, revelou que já foram implantadas mais de 11 mil unidades da Fossa Séptica Biodigestora.  A fossa foi adotada em mais de 250 municípios brasileiros, nas cinco regiões do País, gerando benefícios para 57 mil pessoas. Simples e genial, podendo ser associada a outras tecnologias ambientais, como o Clorador e o Jardim Filtrante, a Fossa Séptica Biodigestora substitui as fossas negras, protegendo a saúde dos moradores do campo e sem a necessidade da construção de redes de esgoto, de custo astronômico. Ela também promove a proteção ambiental ao evitar que dejetos contaminem solo e corpos d’água. Para Marmo, a população beneficiada é muito maior do que as 57 mil, pois o saneamento básico apresenta impactos não só no campo como também nas cidades. Outro estudo realizado pela pesquisadora da Embrapa, Cinthia Cabral da Costa, e pelo professor da Universidade de São Paulo (USP) Joaquim José Martins Guilhoto, demonstraram que a construção desse sistema de saneamento básico poderia reduzir, anualmente, cerca de 250 mortes e 5,5 milhões de infecções causadas por doenças diarreicas. Comprovaram também que cada R$1,00 investido na adoção dessa tecnologia poderia retornar para a economia R$4,69. Bingo! O mais incrível é que esse tecnologia, embora criada com sustentabilidade, baixo custo, fácil aplicação e replicabilidade, possui um enorme potencial para adoção em todo o País. Dos 5.570 municípios do território nacional, apenas 4,45% adotaram as tecnologias sociais. O levantamento sinaliza que o acesso aos serviços de saneamento básico na área rural ainda é um dos principais desafios para vencer a crise sanitária que afeta a qualidade de vida e a saúde de milhares de pessoas no campo.  A tecnologia tem eficiência comprovada na biodigestão dos excrementos e na eliminação de agentes patogênicos. A montagem de um conjunto básico da tecnologia, projetado para uma residência com cinco moradores, é feita com três caixas d´água de 1.000 litros (fibrocimento, fibra de vidro, alvenaria, ou outro material que não deforme), tubos, conexões, válvulas e registros. A tubulação do vaso sanitário é desviada para a Fossa Séptica Biodigestora. As caixas devem ficar semienterradas no solo e a quantidade de caixas deve aumentar proporcionalmente ao número de pessoas na família. É uma tecnologia também que dificulta a corrupção e o superfaturamento, já que tem interesse social e é de domínio público. A Embrapa apenas orienta a instalação e disponibiliza informações para a montagem, por meio de sua página na internet ou contatos via “Fale conosco” da Embrapa. O gênio brasileiro Antonio Pereira de Novaes trabalhou durante 30 na Embrapa. Além de médico veterinário e pesquisador, foi também violonista, mestre de banda, compositor de dobrados, entre outras atividades sociais. Ele poderia ter recebido em vida as honras de suas invenções, mas morreu em 2011 e quem sabe se faça ainda jus à herança que deixou aos brasileiros.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Olho de Vidro!!!
No trem lotado, um senhor arranca o seu olho de vidro e joga-o para cima e pega-o com a mão. Após repetir o gesto várias vezes, um outro passageiro, incomodado, reclama: — Desculpe-me, meu camarada... Lamento o seu problema, mas acho que o senhor não precisa ficar se exibindo deste jeito! — Não estou me exibindo... Só estou tentando ver se lá na frente tem algum lugar para eu sentar!
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
PARA QUEM JÁ PASSOU DOS 50 ANOS.
1. USE O SEU DINHEIRO para o seu bem pessoal. 2. PARE DE PREOCUPAR-SE COM A SITUAÇÃO FINANCEIRA dos filhos e netos. 3. JÁ NÃO é época de sustentar qualquer pessoa de sua família. 4. SEMPRE compre o melhor e mais bonito que sua grana puder. 5. NADA de angustiar-se com pouca coisa.
6. Independente da idade, sempre mantenha vivo o amor. Namore. 7. Seja vaidoso. 8. NADA de SER MUITO "MODERNO". 9. SEMPRE mantenha-se atualizado. 10. Respeite a opinião dos JOVENS. 11. Nunca use o termo “no meu tempo...¨ 12. NÃO caia em tentação de viver com filhos ou netos. 13. Pode ser muito divertido conviver com pessoas de sua idade. 14. Mantenha um hobby. 15. ACEITE convites. 16. Fale pouco e ouça mais. 17. Dores e desconfortos, apresentará sempre. Não os torne mais problemáticos do que são.  18. Permaneça apegado à religião. Busque a fé onde haja PAZ. 19. Ria muito, ria de tudo. 20. Não faça caso do que dizem a seu respeito, e menos do que pensam de você. LEMBRE-SE: “A vida é muito curta para beber vinho ruim.”
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ficar de boca fechada: - Um dos segredos da vida

Nunca, nunca, nunca fale mal dos outros; mas, principalmente, não fale mal de si mesmo, não fique contando suas misérias, problemas e tristezas para encontrar conforto na ‘pena’ alheia. Atrair os olhos da piedade é desejar e invocar sobre si condições dignas de piedade. Indivíduos sem um ‘centro’ falam demais, estão sempre prontos a opinar, criticar, espalhar, reproduzir, acrescentar e fomentar falatórios de maneira irrefletida e desorganizada; eles não sabem, mas esta é a maneira mais rápida de se perder totalmente o Poder da Palavra. Não manter a boca fechada é caminho certo para desperdiçar energia e vitalidade. Ao ministrar cursos de Oratória, sempre insisto que inexiste melhor mecanismo de se ampliar essa capacidade do que ‘Calar a Boca!’. E manter a boca fechada não significa apenas não proferir palavras a esmo, mas estar atento a como nascem e se processam os pensamentos, a como eles podem ser canalizados e dirigidos favoravelmente. Não raras vezes, uma ‘língua solta’ vem acompanhada de uma mente tíbia, um raciocínio raso e um temperamento descontrolado. No Plano Astral, uma pessoa que não domina o Poder da Palavra apresenta-se em uma Aura turbulenta, onde as Forma-Pensamentos giram pra todos os lados sem lei e ordem. São soldados desgovernados, frágeis e completamente desarmados, susceptíveis a qualquer influência ou ataque externo. Trata-se espiritualmente de alguém que, desguarnecido, tende a sentir-se constantemente desanimado, desmotivado, cansado, oprimido e deprimido. Quem não controla o Falar, não controla o Pensar e portanto não domina o próprio Existir. Se cuidar e expandir a própria existência é o melhor Serviço que podemos prestar para a humanidade, ‘Calar’ é prática mais proveitosa que podemos aplicar em nossa própria vida. Quem desenvolve a capacidade de Silenciar aproveita maravilhosas oportunidades de, no mínimo, não falar bobagens. Parece algo óbvio e fácil mas não o é, a dificuldade em saber a hora de sair de cena, descer do palco e permitir que o Universo termine o espetáculo, é uma das razões para tanto stress e desajustes. Quando se permite dominar pela ânsia de ‘responder a altura’, dar o troco, fazer-se ouvir, impor-se, gritar mais alto, se fazer presente a todo e qualquer custo vai se criando ‘ralos’ que sugam a Energia Pessoal Desinstale do coração o hábito de reproduzir acontecimentos desagradáveis, tragédias, desastres e catástrofes; evite mergulhar nas ondas de raiva coletiva, de fofoca comunitária, de falatórios generalizados. Aprenda a Silenciar. Silenciar é manter a mente concentrada sobre o que é verdadeiramente importante para si, é abster-se de colocações desnecessárias e dizer apenas aquilo que condiz com o que se deseja ver manifesto no próprio Universo. Silenciar é ser Grato. Silenciar é colocar em palavras a Força, a Abundância, o Equilíbrio, a Saúde, a Iluminação, a Felicidade e o Bem. Silenciar é também brigar pelos direitos, é ir pras ruas e entrar no campo de batalha se necessário for; mas é igualmente saber voltar ao estado de Paz e Centralidade.-  Silenciar é a única maneira de adquirir o Poder da Palavra.  – (Caciano Camilo Compostela, Monge Rosacruz)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
MUITO INTELIGENTE !!!
Numa pizzaria, quando estava à espera de ser atendido, vi um homem a pedir uma pizza para levar para casa. Estava sozinho, e o empregado perguntou se ele preferia que a pizza fosse cortada em 4 pedaços ou em 6. Ele pensou algum tempo, e respondeu: "Corte em 4 pedaços; acho que não estou com fome suficiente para comer 6 pedaços."
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quem tem direito à Justiça gratuita?

O benefício da Justiça gratuita está previsto na Lei n. 1.060/1950, conhecida como Lei da Assistência Judiciária, e no novo Código de Processo Civil (CPC). Ao tratar de Justiça gratuita, o novo CPC traz extenso rol de despesas inseridas na gratuidade de Justiça. O § 1º do artigo 98 tem nove incisos que elencam as principais despesas e custas processuais, como a indenização devida à testemunha, o custo do exame de DNA, os honorários de advogado, perito, intérprete ou tradutor, depósitos devidos para recursos, entre outros. Pelo texto da lei, podem pedir a gratuidade de Justiça, mesmo com a contratação de um advogado particular, a pessoa física ou jurídica, brasileira ou estrangeira, com insuficiência de recursos para pagar as custas, as despesas processuais e os honorários advocatícios. (caput do art. 98 do CPC).O processo é simples, por petição, na qual a pessoa deve informar que não possui condições de arcar com as custas e honorários, sem prejuízo próprio e de sua família. O artigo 99 do novo CPC permite que o pedido seja feito a qualquer momento do processo, seja na petição inicial, na contestação, na petição de ingresso de terceiro ou mesmo no recurso. Isso porque o legislador entende que a necessidade da gratuidade pode acontecer no decorrer do processo judicial. O juiz pode negar o pedido, caso haja elementos nos autos que comprovem a falta de verdade na solicitação de gratuidade, e o autor do pedido não consiga produzir provas que comprovem a sua situação financeira. De acordo com o novo CPC, caso seja constatada má-fé do beneficiário da Justiça gratuita, ele pode ser condenado ao pagamento de multas que podem chegar a até dez vezes o valor das despesas devidas (art. 100, parágrafo único, CPC). Agência CNJ de Notícias
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Esperto !!!

Saí com um amigo e vimos uma rapariga com uma argola no nariz, ligada a um brinco por meio de uma corrente. O meu amigo disse: "Será que a corrente não dá um puxão no nariz, cada vez que ela vira a cabeça?" Expliquei-lhe que o nariz e a orelha de uma pessoa permanecem à mesma distância, independentemente da pessoa virar a cabeça ou não!!!

NEWS/ ATUALIDADES.(21-10-2016)

STJ define valor de indenizações por danos morais

Por muitos anos, uma dúvida pairou sobre o Judiciário e retardou o acesso de vítimas à reparação por danos morais: é possível quantificar financeiramente uma dor emocional ou um aborrecimento? A Constituição de 1988 bateu o martelo e garantiu o direito à indenização por dano moral. Desde então, magistrados de todo o país somam, dividem e multiplicam para chegar a um padrão no arbitramento das indenizações. O Superior Tribunal de Justiça tem a palavra final para esses casos e, ainda que não haja uniformidade entre os órgãos julgadores, está em busca de parâmetros para readequar as indenizações. Algumas decisões já mostram qual o valor de referência a ser tomado em casos específicos. O assunto foi abordado em reportagem especial publicada pela Assessoria de Imprensa do STJ neste domingo (13/9). Segundo o texto, o valor do dano moral tem sido enfrentado no STJ sob a ótica de atender uma dupla função: reparar o dano para minimizar a dor da vítima e punir o ofensor, para que o fato não se repita. Como é vedado ao Tribunal reapreciar fatos e provas e interpretar cláusulas contratuais, o STJ apenas altera os valores de indenizações fixados nas instâncias locais quando se trata de quantia tanto irrisória quanto exagerada. A dificuldade em estabelecer com exatidão a equivalência entre o dano e o ressarcimento se reflete na quantidade de processos que chegam ao STJ para debater o tema. Em 2008, foram 11.369 processos que, de alguma forma, debatiam dano moral. O número é crescente desde a década de 1990 e, nos últimos dez anos, somou 67 mil processos só no Tribunal Superior. O ministro Luis Felipe Salomão, integrante da 4ª Turma e da 2ª Seção do STJ, é defensor de uma reforma legal em relação ao sistema recursal, para que, nas causas em que a condenação não ultrapasse 40 salários mínimos — por analogia, a alçada dos Juizados Especiais —, o recurso ao STJ seja barrado. “A lei processual deveria vedar expressamente os recursos ao STJ. Permiti-los é uma distorção em desprestígio aos tribunais locais”, critica o ministro. Subjetividade Quando analisa o pedido de dano moral, o juiz tem liberdade para apreciar, valorar e arbitrar a indenização dentro dos parâmetros pretendidos pelas partes. De acordo com o ministro Salomão, não há um critério legal, objetivo e tarifado para a fixação do dano moral. “Depende muito do caso concreto e da sensibilidade do julgador”, explica. “A indenização não pode ser ínfima, de modo a servir de humilhação à vítima, nem exorbitante, para não representar enriquecimento sem causa”, explica. Para o presidente da 3ª Turma, ministro Sidnei Beneti, essa é uma das questões mais difíceis do Direito brasileiro atual. “Não é cálculo matemático. Impossível afastar um certo subjetivismo”, avalia. De acordo com o ministro Beneti, nos casos mais frequentes, considera-se, quanto à vítima, o tipo de ocorrência (morte, lesão física ou deformidade), o padecimento da própria pessoa e dos familiares, circunstâncias de fato (como a divulgação maior ou menor), e consequências psicológicas de longa duração para a vítima. Quanto ao ofensor, considera-se a gravidade de sua conduta ofensiva, a desconsideração de sentimentos humanos no agir, suas forças econômicas e a necessidade de maior ou menor valor, para que a punição tenha efeito pedagógico e seja um desestímulo efetivo para não se repetir ofensa. Tantos fatores para análise resultam em disparidades entre os tribunais na fixação do dano moral. É o que se chama de “jurisprudência lotérica”. O ministro Salomão explica: para um mesmo fato que afeta inúmeras vítimas, uma Câmara do Tribunal fixa um determinado valor de indenização e outra Turma julgadora arbitra, em situação envolvendo partes com situações bem assemelhadas, valor diferente. “Esse é um fator muito ruim para a credibilidade da Justiça, conspirando para a insegurança jurídica”, analisa o ministro do STJ. “A indenização não representa um bilhete premiado”, diz. Como instância máxima de questionamentos envolvendo legalidade, o STJ definiu algumas quantias para determinados tipos de indenização. Um dos exemplos são os casos de morte dentro de escola, cujo valor de punição aplicado é de 500 salários mínimos. Quando a ação por dano moral é movida contra um ente público, cabe às turmas de Direito Público do STJ o julgamento do recurso. Seguindo o entendimento da 2ª Seção, a 2ª Turma vem fixando o valor de indenizações no limite de 300 salários mínimos. Foi o que ocorreu no julgamento do Recurso Especial 860.705, relatado pela ministra Eliana Calmon. O recurso era dos pais que, entre outros pontos, tentavam aumentar o dano moral de R$ 15 mil para 500 salários mínimos em razão da morte do filho ocorrida dentro da escola, por um disparo de arma. A 2ª Turma fixou o dano, a ser ressarcido pelo Distrito Federal, seguindo o teto padronizado pelos ministros. O patamar, no entanto, pode variar de acordo com o dano sofrido. Em 2007, o ministro Castro Meira levou para análise, também na 2ª Turma, um recurso do estado do Amazonas, que havia sido condenado ao pagamento de R$ 350 mil à família de uma menina morta por um policial militar em serviço. Em primeira instância, a indenização havia sido fixada em cerca de 1.600 salários mínimos, mas o tribunal local reduziu o valor, destinando R$ 100 mil para cada um dos pais e R$ 50 mil para cada um dos três irmãos. O STJ manteve o valor, já que, devido às circunstâncias do caso e à ofensa sofrida pela família, não considerou o valor exorbitante nem desproporcional (REsp 932.001). Já os incidentes que causem paraplegia na vítima motivam indenizações de até 600 salários mínimos, segundo o tribunal. A subjetividade no momento da fixação do dano moral resulta em disparidades gritantes entre os diversos Tribunais do país. Num recurso analisado pela 2ª Turma do STJ em 2004, a Procuradoria do estado do Rio Grande do Sul apresentou exemplos de julgados pelo país para corroborar sua tese de redução da indenização a que havia sido condenada. Feito refém durante um motim, o diretor-geral do hospital penitenciário do Presídio Central de Porto Alegre acabou paraplégico em razão de ferimentos. Processou o estado e, em primeiro grau, o dano moral foi arbitrado em R$ 700 mil. O Tribunal estadual gaúcho considerou suficiente a indenização equivalente a 1.300 salários mínimos. Ocorre que, em caso semelhante — paraplegia —, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais fixou em 100 salários mínimos o dano moral. Daí o recurso ao STJ. A 2ª Turma reduziu o dano moral devido à vítima do motim para 600 salários mínimos (Resp 604.801), mas a relatora do recurso, ministra Eliana Calmon, destacou dificuldade em chegar a uma uniformização, já que há múltiplas especificidades a serem analisadas, de acordo com os fatos e as circunstâncias de cada caso. Passado o choque pela tragédia, é natural que as vítimas pensem no ressarcimento pelos danos e busquem isso judicialmente. Em 2002, a 3ª Turma fixou em 250 salários mínimos a indenização devida aos pais de um bebê de São Paulo morto por negligência dos responsáveis do berçário (Ag 437968). Assim foi fixado o limite de 250 salários para os casos de morte de filho no parto.


Caso semelhante foi analisado pela 2ª Turma neste ano. Por falta do correto atendimento durante e após o parto, a criança ficou com sequelas cerebrais permanentes. Nesta hipótese, a relatora, ministra Eliana Calmon, decidiu por uma indenização maior, tendo em vista o prolongamento do sofrimento. “A morte do filho no parto, por negligência médica, embora ocasione dor indescritível aos genitores, é evidentemente menor do que o sofrimento diário dos pais que terão de cuidar, diuturnamente, do filho inválido, portador de deficiência mental irreversível, que jamais será independente ou terá a vida sonhada por aqueles que lhe deram a existência”, afirmou a ministra em seu voto. A indenização foi fixada em 500 salários mínimos (Resp 1.024.693). O STJ reconheceu a necessidade de reparação a uma mulher que teve sua foto ao lado de um noivo publicada em jornal do Rio Grande do Norte, noticiando que se casariam. Na verdade, não era ela a noiva, pelo contrário, ele se casaria com outra pessoa. Em primeiro grau, a indenização foi fixada em R$ 30 mil, mas o Tribunal de Justiça potiguar entendeu que não existiria dano a ser ressarcido, já que uma correção teria sido publicada posteriormente. No STJ, a condenação foi restabelecida (Resp 1.053.534) a R$ 30 mil, limite então pacificado para casos de fofoca social. Um cidadão alagoano viu uma indenização de R$ 133 mil minguar para R$ 20 mil quando um caso de protesto indevido de seu nome chegou ao STJ. Sem nunca ter sido correntista do banco que emitiu o cheque, houve protesto do título devolvido por parte da empresa que o recebeu. Banco e empresa foram condenados a pagar cem vezes o valor do cheque, de R$ 1.333. Houve recurso e a 3ª Turma reduziu a indenização. O relator, ministro Sidnei Beneti, levou em consideração que a fraude foi praticada por terceiros e que não houve demonstração de abalo ao crédito do cidadão (Resp 792.051). Outra situação com limite pré-estabelecido é o disparo indevido de alarme antifurto nas lojas. Já noutro caso, no ano passado, a 3ª Turma manteve uma condenação no valor de R$ 7 mil por danos morais devido a um consumidor do Rio de Janeiro que sofreu constrangimento e humilhação por ter de retornar à loja para ser revistado. O alarme antifurto disparou indevidamente. Para a relatora do recurso, ministra Nancy Andrighi, foi razoável o patamar estabelecido pelo Tribunal local (Resp 1.042.208). Ela destacou que o valor seria, inclusive, menor do que em outros casos semelhantes que chegaram ao STJ. Em 2002, houve um precedente da 4ª Turma que fixou em R$ 15 mil indenização para caso idêntico (Resp 327.679). Há casos, porém, que o STJ considera as indenizações indevidas. O STJ firmou jurisprudência no sentido de que não gera dano moral a simples interrupção indevida da prestação do serviço telefônico (Resp 846273), por exemplo.Veja alguns casos já julgados pelo STJ: - 15 de setembro de 2009,

Postagens populares